domingo, 26 de fevereiro de 2012

Video impressionante do Tsunami

Um dos videos mais impressionante da força do tsunami que ja vi :
Video superinteressante do Tsunami no japão

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Smartphone ultrapassa o PC

No ultimo trimestre de 2011 117 milhões de smartphones foram vendidos no mundo contra 81,1 milhão do ano anterior. Nesse mesmo periodo 91,7 milhões de PC foram vendidos.

Android esta dominando o mercado de Os com 52% do mercado contra 20% do Windows phone, 15% do Ios (Iphone) e 13% de Blackberry.

A era pos PC é hoje...

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

O porteiro do Puteiro

Recebi essa historia superinteressante, por e-mail, dizendo ser veridica. Não tenho certeza que seja 100% verdadeira mas a historia vale a a pena :



O PORTEIRO DO PUTEIRO 

Não havia no povoado pior emprego do que 'porteiro da zona'. 
Mas que outra coisa poderia fazer aquele homem? 
O fato é que nunca tinha aprendido a ler nem escrever, não tinha nenhuma outra atividade ou ofício. 
Um dia, entrou como gerente do puteiro um jovem cheio de idéias, criativo e empreendedor, que decidiu modernizar o estabelecimento. 
Fez mudanças e chamou os funcionários para as novas instruções. 
Ao porteiro disse: 
- A partir de hoje, o senhor, além de ficar na portaria, vai preparar um relatório semanal onde registrará a quantidade de pessoas que entram e seus comentários e reclamações sobre os serviços. 
- Eu adoraria fazer isso, senhor, balbuciou - Mas eu não sei ler nem escrever. 
- Ah! Quanto eu sinto! Mas se é assim, já não poderá seguir trabalhando aqui. 
- Mas senhor, não pode me despedir, eu trabalhei nisto a minha vida  inteira, não sei fazer outra coisa.
- Olhe, eu compreendo, mas não posso fazer nada pelo senhor. Vamos dar-lhe uma boa indenização e espero que encontre algo que fazer. Eu sinto muito e que tenha sorte. 
Dito isso, deu meia volta e foi embora. O porteiro sentiu como se o mundo desmoronasse. Que fazer? 
Lembrou que no prostíbulo, quando quebrava alguma cadeira ou mesa, ele a arrumava, com cuidado e carinho. 
Pensou que esta poderia ser uma boa ocupação até conseguir um emprego. 
Mas só contava com alguns pregos enferrujados e um alicate mal conservado. 
Usaria o dinheiro da indenização para comprar uma caixa de ferramentas completa. 
Como o povoado não tinha casa de ferragens, deveria viajar dois dias em uma mula para ir ao povoado mais próximo para realizar a compra. E assim fez. 
No seu regresso, um vizinho bateu à sua porta: 
- Venho perguntar se você tem um martelo para me emprestar. 
- Sim, acabo de comprá-lo, mas eu preciso dele para trabalhar, já que...  
 - Bom, mas eu o devolverei amanhã bem cedo. 
 - Se é assim, está bem. 
Na manhã seguinte, como havia prometido, o vizinho bateu à porta e disse: 
- Olha, eu ainda preciso do martelo. Porque você não o vende para mim? 
- Não, eu preciso dele para trabalhar e além do mais, a casa de ferragens  mais próxima está a dois dias de viagem, de mula. 
- Façamos um trato - disse o vizinho. 
Eu pagarei os dias de ida e volta, mais o preço do martelo, já que você está sem trabalho no momento. Que lhe parece? 
Realmente, isto lhe daria trabalho por mais dois dias. Aceitou. 
Voltou a montar na sua mula e viajou. 
No seu regresso, outro vizinho o  esperava na porta de sua casa. 
- Olá, vizinho. Você vendeu um martelo a nosso amigo. 
Eu necessito de algumas ferramentas, estou disposto a pagar-lhe seus dias de viagem,  mais um pequeno lucro para que você as compre para mim, pois não disponho de tempo para viajar para fazer compras. 
Que lhe parece? 
O ex-porteiro abriu sua caixa de ferramentas e seu vizinho escolheu um alicate, uma chave de fenda, um martelo e uma talhadeira. Pagou e foi embora. E nosso amigo guardou as palavras que escutara: 'não disponho de tempo para viajar para fazer compras'. 
Se isto fosse certo, muita gente poderia necessitar que ele viajasse para trazer as ferramentas. 
Na viagem seguinte, arriscou um pouco mais de dinheiro, trazendo mais ferramentas do que as que já havia  vendido. 
De fato, poderia economizar algum tempo em viagens. 
A notícia começou a  se espalhar pelo povoado e muitos, querendo economizar a viagem, faziam  encomendas. 
Agora, como vendedor de ferramentas, uma vez por semana viajava e trazia o que precisavam seus clientes. 
Com o tempo, alugou um galpão para estocar as ferramentas e alguns meses depois,  comprou uma vitrine e um balcão e transformou o galpão na primeira  loja de ferragens do povoado. Todos estavam contentes e compravam dele. 
Já não viajava, os fabricantes lhe enviavam os pedidos. Ele era um bom cliente. Com o tempo, as pessoas dos povoados vizinhos preferiam comprar na sua loja de ferragens, a ter de gastar dias em viagens. 
Um dia ele lembrou de um amigo seu que era torneiro e ferreiro e pensou que este poderia fabricar as cabeças dos martelos. 
E logo, por que não, as chaves de fendas, os alicates, as talhadeiras, etc ... 
E após foram os pregos e os parafusos... 
Em poucos anos, ele se transformou, com seu trabalho, em um rico e próspero fabricante de ferramentas. 
Um dia decidiu doar uma escola ao povoado. 
Nela, além de ler e escrever,  as crianças aprenderiam algum ofício. 
No dia da inauguração da escola, o prefeito lhe entregou as chaves da cidade, o abraçou e disse:
- É com grande orgulho e gratidão que lhe pedimos que nos conceda a honra de colocar a sua assinatura na primeira página do livro de atas desta nova escola. 
- A honra seria minha, disse o homem. Seria a coisa que mais me daria prazer, assinar o livro, mas eu não sei ler nem escrever, sou  analfabeto. 
- O Senhor? disse incrédulo o prefeito. O senhor construiu um  império industrial sem saber ler nem escrever? Estou abismado.  Eu pergunto: 
- O que teria sido do senhor se soubesse ler e escrever? 
- Isso eu posso responder, disse o homem com toda a calma: - Se eu soubesse ler e escrever... ainda seria o 
PORTEIRO DO PUTEIRO!
-------------------------------------------------------------------- 
Geralmente as mudanças são vistas como adversidades.
As adversidades podem  ser bênçãos.
As crises estão cheias de oportunidades.
Se alguém lhe bloquear a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas.
Lembre-se da sabedoria da água:
'A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna'.
Que a sua vida seja cheia de vitórias, não importa se são grandes ou pequenas, o importante é comemorar cada uma delas.
Quando você quiser saber o seu valor, procure pessoas capazes de entender seus medos e fracassos e,
acima de tudo, reconhecer suas virtudes.

Essa história é verídica, e refere-se a um grande industrial chamado...  

Valentin Tramontina,
fundador das Indústrias Tramontina, que hoje tem 10 fábricas, 5.500 empregados, produz 24 milhões de unidades variadas por mês e exporta com marca própria para mais de 120 países – é a única empresa genuinamente brasileira nessa condição. A cidadezinha citada é Carlos Barbosa, e fica no interior do Rio Grande do Sul.


Para quem quer conhecer a historia sobre Valentin Tramontina aqui vai um link : Tramontina

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Experiência superinteressante

Em uma manhã fria de janeiro, um homem sentou em uma estação de metro em Washington DC começou a tocar violino

Jogou seis peças de Bach por cerca de 45 minutos. Enquanto isso, como era hora do rush, calculou-se que milhares de pessoas passaram pela estação, a maioria deles a caminho de seu trabalho.
Três minutos se passaram e um homem de meia idade notou que um músico estava tocando. Ele diminuiu o ritmo, parou por alguns segundos e depois correu para cumprir sua agenda.
Um minuto depois, o violinista recebeu seu primeiro dólar: uma mulher jogou o dinheiro na caixa de seu violino e, sem parar, continuou seu caminho.

 Poucos minutos depois, alguém se encostou na parede para ouvir, mas o homem olhou para o relógio e retomou a sua caminhada. É evidente que ele estava atrasado para o trabalho.

Aquele que trouxe mais atenção para a performance musical era um garotinho de 3 anos. Sua mãe puxou-o para ela, mas o menino parou de olhar para o violinista. Finalmente, a mãe puxou mais difícil ea criança continuou a caminhar virando a cabeça o tempo todo. Essa ação foi repetida por várias outras crianças. Todos os pais, sem exceção, forçaram-nos a avançar.

 Durante os 45 minutos, o músico tocava, apenas 6 pessoas parou e ficou a ouvir por um tempo. Cerca de 20 deu-lhe dinheiro, mas continuou a caminhar em seu próprio ritmo. Ele recebeu US $ 32. Quando ele terminou de tocar eo silêncio caiu, ninguém percebeu. Ninguém aplaudiu, somente uma mulher manifestou um reconhecimento.

 Ninguém sabia disso, mas o violinista era Joshua Bell, um dos melhores músicos do mundo. Ele jogou uma das peças mais difíceis já escritas com um violino no valor de 3,5 milhões.


Dois dias antes de sua performance no metrô, Joshua Bell esgotou jogado em um teatro emBoston, onde um custo assento em média de US $ 100.

Esta é uma história verdadeira. Joshua Bell tocou incógnito na estação de metrô real

Este evento foi organizado pelo Washington Post como parte de um experimento sobre o gosto, percepção e prioridades das pessoas.

 A declaração foi: em um ambiente comum a uma hora imprópria, somos capazes de perceber a beleza?
Não paramos para apreciá-lo? Não reconhecemos o talento em um contexto inesperado?

Uma das conclusões possíveis a partir desta experiência pode ser: Se não temos um momento para parar e ouvir um dos melhores músicos do mundo tocando a melhor música já escrita, quantas outras coisas estamos estamos perdendo ?


Veja o Video da experiência superinteressante

Slow Motion

Se o assunto é camera lenta veja essa bola estourando em camera super lenta, dessa vez sem agua so com ar.
Efeito superinteressante de uma bola estourando em slow motion (camera lenta)

Bolada na cara

Bolada na cara também é arte
Olhe em camera lenta essa bolada de agua na cara
Olhe agora as fotos como a bola pega a forma do rosto antes de estourar até enviar a forma do rosto no final do outro lado da bola





 Nesta foto acima podemos perceber a forma do rosto


Veja também o gato bebendo agua em camera lenta

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

A cura do Cancer

A Cura do cancer pode estar muito proxima, uma estudante de apenas 17 anos pode ser a responsavel de uma descoberta superinteressante e talvez uma das descobertas mais importante da humanidade : A cura do cancer.

Angela Zhang estudante do Monta Vista Hight School recebeu uma bolsa de 100mil U$ por ter ganho um concurso de Matematica ciência e tecnologia da siemens competição.

a cura do cancer descoberta superinteressante


A jovem que desde nova mostrou ser dotada de uma extrema inteligencia, e ja no ensino medio ja lia artigos de pos doutaorado de bioengenharia.

A jovem fez um projeto que em resumo consiste na utilização de nanopartículas que permite de identificar as células cancerígenas, as quais podem ser enviadas ao centro dos tumores quando combinadas com uma droga à base de salinomicina. Depois de terem se predindo às células doentes, através de ressonâncias magnéticas, as mesmas nanopartículas permitem que os médicos saibam exatamente onde estão ou poderão se formar os tumores.

A tecnologia ja foi utilizada em ratos com muito sucesso eliminando rapidamente quase todos os tumores.

A descoberta vai levar ainda alguns ano até ser testada em humanos mas ela é muito promissora

O Idiota

Um conto superinteressante para quem se preocupa muito com que os outros pensam :

"Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas.
Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 RÉIS e outra menor de 2.000 RÉIS. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos.

Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos.

- Eu sei, respondeu o tolo. "Ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda".

Podem-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa.

A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história?
A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda.

Mas a conclusão mais interessante é: A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito.

Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos.

Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação.

Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam... é problema deles.é

O Quinto dos infernos

Quem sabe onde fica o Quinto dos infernos ou o que quer dizer isso ?

Bom quando a gente envia alguém para o Quinto dos infernos é que a gente quer enviar essa pessoa para bem longe, mas porquê Quinto ?

O Quinto para quem tem boa memoria e se lembra das aulas de Historia do Brasil, foi a Lei que no periodo Colonial do Brasil dizia respeito sobre os impostos cobrado pela coroa portuguesa em que dizia que um quinto da produção de ouro (ou seja 20%) devia ser pagos a Portugal.

Essa lei era tão odiada pelos Brasileiros que dai veio a expressão "O Quinto dos Infernos"

Logica japonesa e brasileira

Um pouco de humor pra começar o fim de semana :

Logica Japonesa superinteressante